Sexo na gravidez: Por que não?

Posted on Jun 7 2012 - 4:23am by Mamães.net

Muitas mulheres têm dúvidas e receios relativos ao sexo na gravidez, principalmente quando a gravidez em questão se trata da primeira. Há quem acredite ser “proibido” manter relações sexuais neste período, ideia que provavelmente se dê pelos tabus e mitos que habitam o cerne deste tema.

Na verdade, o início de uma gravidez traz a tona este emaranhando de questões onde apenas a conversa e a prática, podem solucioná-las, sem esquecer-se do principal, que é uma orientação médica. Se o ginecologista não apontar nenhuma problema relativo à prática sexual no período da gestão, Porquê não fazer? Privar-se de algo que costuma ser ainda mais prazeroso nesta fase da vida?

 

Mulheres relatam que sentem muito mais prazer na gravidez, basta saber algumas posições que sejam mais confortáveis, devido ao aumento da circunferência da barriga, o que torna um pouco incômodo o ato sexual para a mulher principalmente no terceiro trimestre da gestação. O ápice da libido se dá de fato no segundo trimestre da gravidez, a partir do quarto mês, quando a mulher fica mais sensível aos estímulos sexuais e com o desejo em alta.

 

Especialistas em sexologia, como o médico João Borzino, dizem que as melhores posições são as em que o casal mantenha relações “de ladinho”, exatamente para proporcionar sexo na gravidez com mais conforto. O sexo anal pode ser também uma boa opção de prazer, já que algumas de suas pacientes revelaram sentir mais dor na penetração vaginal.

 

É bom desmitificar conceitos errôneos como o sexo na gravidez prejudicar ou machucar o bebê, ele está devidamente protegido no útero da mulher.

 

O segredo é o diálogo entre o casal, onde a compreensão de ambos os lados torna-se de suma importância. O homem deve compreender as mudanças no corpo feminino e a mulher perceber-se sensual e ainda mais sexy.