É possível engravidar tomando pílula anticoncepcional?

by Mamães.net on June 19, 2012

A pilula e totalmente segura?

A pílula anticoncepcional é bastante eficiente para evitar a gravidez, quando comparada a outros métodos, como a camisinha, a tabelinha ou o coito interrompido. O risco de falha é de apenas 1%, índice que pode se elevar caso a mulher não siga corretamente as orientações de uso do medicamento – ou seja, não leia a bula ou ouça o médico, fundamental para a manutenção da saúde.

 

Após a consulta com o médico e a escolha da pílula anticoncepcional mais adequada, o primeiro comprimido deve ser tomado no primeiro dia de menstruação. A partir de então, os demais comprimidos devem ser ministrados todos os dias, sempre no mesmo horário – portanto, escolha aquele que for mais confortável e que evitará que você esqueça de tomar o medicamento – durante 21 dias (ou 24, de acordo com o tipo de pílula).

Tome a pilula na hora certa

Quando a cartela termina, deve-se fazer uma pausa de quatro (para as pílulas de 24 dias) ou sete dias (para as pílulas de 21 dias). Nesse período, o fluxo menstrual acontecerá normalmente.

Já a pílula do dia seguinte não pode ser considerada um método anticoncepcional. Ela deve ser usada em casos excepcionais, pois apresenta alta concentração de hormônios, aumentando os riscos de efeitos colaterais. Além disso, a pílula do dia seguinte não funciona como um abortivo. Se a fecundação ainda não aconteceu, ela vai dificultar o processo. Caso tenha acontecido, ela provocará a descamação do útero, de modo a impedir a implantação do óvulo fecundado. Se o óvulo já tiver sido implantando, ela não terá efeito algum.

Publicidade - LAMG

Aprenda a tomar a pilula

No entanto, existem alguns fatores que podem interferir nos efeitos do anticoncepcional e da pílula do dia seguinte e ocasionar uma gravidez:

Diarreia: quando uma pessoa sofre de diarreia, o intestino interrompe a absorção de nutrientes, bem como dos hormônios presentes na pílula anticoncepcional. Nesses casos, os cuidados devem ser redobrados.

 

Vômitos: também dificultam a absorção dos hormônios ingeridos por via oral.

 

Antibióticos: sempre verifique com o médico se o antibiótico receitado interfere na ação da pílula anticoncepcional.

E se eu quiser engravidar?

Vai parar de tomar a pilula?

Há um mito de que o uso de pílulas anticoncepcionais dificultam a gravidez ou mesmo causam infertilidade. Há estudos que provam justamente o contrário: o uso de contraceptivos orais influenciam na fertilidade da mulher. Algumas mulheres sofrem dificuldades para engravidar imediatamente após a interrupção do uso da pílula anticoncepcional, o que se dá porque os ovários levam, em média, de um a três meses para voltar a funcionar. Trata-se apenas de um tipo de reorganização do ciclo menstrual.

Anterior:

Seguinte:

Deixe um comentário