Descolamento da placenta: sintomas que alertam

by Mamães.net on July 24, 2012

descolamentoplacentaexame

 

Gravidez é um momento em que se pede muita atenção aos sinais do corpo. Uma dor ou um sangramento vaginal, entre outros sintomas, pode muitas vezes significar algum tipo de complicação na gravidez. Uma destas complicações é o descolamento da placenta de modo prematuro.

 

Segundo os médicos, ele pode mudar toda a programação de parto da gestante, na medida em que ao ocorrer o descolamento da placenta antes do previsto, é preciso entrar em trabalho de parto e fazê-lo pelo método da cesariana.

 

 

Publicidade - LAMG

Mas o que é descolamento da placenta? Placenta é o órgão vascular que une o feto à parede do útero materno. Em condições normais, este órgão se desloca do útero, no momento do parto. A dificuldade e problemática existe, no instante em que esta ruptura ocorre durante a gravidez, antes do momento do parto.

descolamentodaplacentafeto

 

Quais os sintomas deste deslocamento precoce? Em qual momento da gravidez isto acontece? Geralmente no terceiro trimestre da gestação. Os sintomas irão variar de acordo com a intensidade do deslocamento. Umas acumulações de sangue entre placenta e útero podem significar tal deslocamento sem provocar sangramento. Em outros casos, um sangramento vaginal visível é resultado direto desta complicação.

 

Que fatores levam ao deslocamento da placenta? Embora existam controversas, há certo consenso que grávidas fumantes, hipertensas (por isso é importante controlar a pressão alta) e com diabetes, pertencem ao grupo de risco sendo mais propensas a tal problema. Portanto, doenças e vícios.

descolamentodaplacentaparto

O que devo fazer? Na menor suspeita, deve-se procurar o médico que possivelmente procederá com a internação da paciente que ficará em observação até que seja constatado o momento de efetuar o parto da criança. Não fumar, fazer o acompanhamento pré-natal regular é medidas básicas para prevenir este problema e garantir uma gestação sem maiores riscos e preocupações. Cuidar da alimentação também é essencial para favorecer a saúde do bebê e da mãe.

 

Anterior:

Seguinte:

Deixe um comentário