Crianças de 1 a 3 anos: atividades

Posted on Aug 8 2012 - 6:01am by Mamães.net

 

As crianças, em seu desenvolvimento dos primeiros anos – 1 a 3 anos – demonstram sua evolução no estágio motor e sensorial que marca o período. Para desenvolver as habilidades de seus filhos nessa fase, portanto, você deve propor atividades condizentes com o momento que atravessam.

 
Segundo psicoterapeutas, a época é ideal para se estimularem três campos da aprendizagem infantil: a inteligência verbal, o raciocínio lógico e a sensibilidade musical. É por isso que o setor de brinquedos específicos dessa categoria etária do desenvolvimento do bebê – mesmo com variações – disponibilliza os joguinhos coloridos de letrinhas, identificação, montagem e encaixe, além dos pequenos instrumentos e dispositivos musicais.


E, para que seus filhos usem bem sua capacidade de apreensão na exploração de seu corpinho e do espaço, muitas atividades podem ser praticadas. Na chamada fase pré-operacional, em que as crianças experimentam a interação com o mundo físico, elas passam a compreender e interpretar os elementos que fazem parte de sua realidade cotidiana.

 

 

É precisamente neste momento que algumas brincadeiras específicas são recomendáveis para a educação das crianças. Algumas das mais praticadas para desenvolvimento cognitivo: quebra-cabeças, letras, bonecos e objetos em cubos desmontáveis, joguinhos sonoros e rítmicos. Também vale “virar cambalhota”, pular espaços e arremessar bolas para treinar flexibilidade e equilíbrio físico.


Uma rotina bem movimentada é recomendada também por causa da chamada fase de “adolescência da criança” (logo após completar 2 anos), momento em que ela – ao se descobrir – tenta atrair a atenção dos adultos para as suas vontades. Na verdade, nesse período, quanto mais atividades, melhor!

 


Um ingrediente decisivo para essa mistura de aprendizagens é, sem dúvida, o acompanhamento constante dos pais e professores da criança. A presença e o carinho no momento das atividades também traz segurança para os pequenos e desejo de participação; e aí se estimula a sua sociabilidade. Siga as dicas e ajude na educação saudável de seus filhos!