Posições sexuais que favorecem a gravidez

Posted on Oct 2 2012 - 7:39am by cristina.castillo@pannacottagroup.com

Posicao ajuda a engravidar

 

 

Quem já tentou engravidar e teve dificuldade sabe que todo mundo tem sempre um “receitinha” para fazer acontecer: determinadas posições sexuais que favorecem a corrida do espermatozóide em direção ao óvulo. Mas, será que isso faz diferença mesmo? Não são só mitos que a gente ouve falar e aí vai passando adiante…

 

Apesar de não haver estudos científicos específicos sobre o assunto, a maioria dos ginecologistas e sexólogos acredita que ajudar a gravidade pode favorecer a concepção.

 

 

O princípio é claro: as chances de concepção são maiores quanto mais próximo o espermatozóide for colocado do colo do útero – e se ele tiver que “brigar” menos para alcançar as trompas, melhor ainda. Por isso, algumas posições sexuais que vão contra a gravidade e fazem o sêmen escorrer no sentido contrário não são indicadas: a mulher por cima, sentada ou de pé, por exemplo.


Ajudar a gravidade, portanto, requer o movimento inverso: todas as posições sexuais que propiciarem uma penetração mais profunda e direcionarem o fluxo do sêmen para o útero são indicadas para ajudar a gravidez.

 

 

A mulher de costas com um travesseiro elevando os quadris, “papai e mamãe”, de quatro e de lado são algumas das posições que aumentam as chances de gravidez porque encurtam o caminho até o útero. Outro dado importante é que o orgasmo feminino também colabora para a concepção porque as contrações vaginais empurram o esperma em direção ao útero.

 

 


Outra dica dada pelos especialistas para facilitar a gravidez é que a mulher permaneça na mesma posição sexual depois do coito, elevando os quadris com um travesseiro para que o sêmen escorra em direção ao útero. Se ela levantar logo depois do ato, o caminho será o inverso, descendo pela vagina – devido ao efeito da gravidade.

 


No entanto, os especialistas lembram que ficar cerca de um ano tentando uma gravidez é normal, acima deste período recomenda-se que o casal procure um especialista para fazer um espermograma, por exemplo.