Menstruar e estar grávida: isso é possível?

by Mamães.net on October 11, 2012

 

Descobrir uma gravidez logo depois da menstruação pode trazer muitas dúvidas à mulher. Será que se pode engravidar estando menstruada? Será possível menstruar já estando grávida, e será isso normal? Perguntas simples e com uma única resposta: Sim! Mas alguns esclarecimentos são necessários.

 

 

Quando você está menstruando, sua fertilidade é significativamente mais baixa, e logo as possibilidades de ficar esperando bebê mais reduzidas, mas isso não significa que não aconteça.

 

Publicidade - LAMG

 

Daí a necessidade de preventivo durante todos os dias do mês. Por exemplo, nas mulheres que têm ciclos menstruais mais pequenos, se a relação sexual acontecer nos dias finais do sangramento, e como os espermatozóides conseguem sobreviver no trato reprodutor por até 3 dias, pelo menos um deles pode ter tido a chance de encontrar um óvulo, que na verdade já pertence à ovulação seguinte. No final, você vai fazer as contas e achar que sua gravidez ocorreu enquanto menstruava, o que é uma “meia verdade”.

 

 

A segunda situação, de continuar menstruando durante os meses de gestação, também deve ser clarificada, pois aquilo a que se chama menstruação, na verdade são alguns sangramentos, comuns durante o primeiro trimestre. A principal questão a ser considerada é que, existindo sangramento, você pode não desconfiar que está grávida e por isso não vai consultar o médico para verificar as causas desse sangramento.

 

 

Nestes casos, a dica é dar importância a outros sintomas, bem comuns nos primeiros meses de gestação, como sonolência, cansaço excessivo ou seios doloridos. Além disso, esse “sangramento menstrual” deverá ser um pouco diferente do habitual, o que pode igualmente deixar um alerta.

 

Nestas situações, se você desconfia estar grávida, não perca tempo em confirmar sua possível gestação, através de um teste beta ou uma consulta médica. Porque fundamental mesmo é perceber as causas desses pequenos sangramentos, para avaliar a gravidade da situação.

 

 

Eles podem ser comuns e não ser motivo de preocupação, caso sejam devido à implantação do embrião na parede do útero, ou do fato de o colo do útero estar mais sensível. Mas pode também acontecer que os sangramentos estejam indiciando uma gravidez ectópica, uma infeção ou até os primeiros sinais de aborto.

 

 

 

O principal e mais importante conselho, em qualquer uma das situações, é a consulta com seu médico, que poderá avaliar seu caso, verificar o desenvolvimento de sua gestação e fornecer as mais corretas informações sobre como viver essa fase com plena saúde e tranquilidade.

Anterior:

Seguinte:

Deixe um comentário