Fala, mamãe: Amamentar sem polêmica!

Posted on Nov 2 2012 - 12:20pm by cristina.castillo@pannacottagroup.com

 

Já faz um tempo que eu estava pensando em falar de amamentação. Sim, amamentar, um assunto tão importante  e às vezes tão difícil. É, porque ainda é um tabu. Dar o peito em público não pode. A mãe que não amamenta é culpada. A licença maternidade é curta. O peito cai, dói, o leite vaza, a paciência acaba. Mas, será que é assim mesmo?

 

Acho que não. Na minha cabeça é tudo mais simples. Amamentar é ótimo. É lindo, é saudável e eu gosto. Sem contar que é muito importante para nutrição e o vinculo mãe-bebê. Exige dedicação, paciência, boa vontade. Na verdade exige muita vontade mesmo. Querer muito.

 

 

Porque, às vezes, temos que ir contra o próprio médico. Eles que adoram receitar um leitinho de vaca pra “complementar”. Em alguns casos, pode até ser necessário, mas comigo foi provado que não. Consegui insistir mais ainda e, burlando todas as recomendações do pediatra, fiz o peso do meu filho dobrar, sem “ceder” ao complemento. Meu leite chegou a quase  secar  por causa de um vírus, mas eu decidi que não ia parar e consegui. Pesquisei, fui atrás de soluções, criei meu método. Querer é poder.

 

Se tem uma coisa que é feita nesse planeta com sucesso desde que os primeiros mamíferos existiram é a amamentação. Acho uma dádiva poder alimentar meu filhos assim, naturalmente, e com esse fluido que é vivo  e tem todos os nutrientes na dose certa para que ele se desenvolva bem.

 

Às vezes não dá, né? Os bebês choram, os médicos dizem que é fome, dizem que você não tem leite suficiente, o peito dói,Às vezes sangra no começo, dá mastite e muita febre e dor. Depende muito da dinâmica estabelecida entre a mãe e o bebê e também depende se a mulher quer.

 

A opção é individual, a decisão é de cada uma. Se você quer muito  e acha que é o melhor, consegue, mesmo com médicos receitando fórmulas. Mesmo com tanta propaganda de leite em pó por aí. Mesmo com a sociedade dizendo que você tem que voltar a trabalhar. Mesmo com as pessoas olhando com cara de paisagem por você amamentar em público (isso por que propaganda de cerveja com mulher seminua pode, lingerie, biquíni. Amamentar não!). Mesmo com tudo isso, no fim dá certo. E vale a pena.

 

Eu defendo a amamentação porque acho que é naturalmente simples e perfeita. E o bebêzinho quer. Sei que é um desafio, pois, como disse acima, somos bombardeadas por questões externas, que na prática acabam sendo empecilhos para dar o peito a nossos filhos. Ter que contrariar médico não é fácil. Abstrair palpites de pessoas que gostam de nós e acham que estão ajudando também não.

 

Gosto de pensar que desde que o mundo é mundo as mulheres alimentaram seus filhos assim, e que essa pratica sempre foi passada de geração a geração, afinal ninguém nasce sabendo amamentar. Você aprende. É a nossa essência! Nos últimos 100 anos, um monte de invenções mudaram essa prática, mas sabemos o que é o melhor. Portanto, vamos aproveitar o que a natureza humana oferece de melhor!!

 

Dani Feder é uma super mãe de dois meninos e colaboradora do Mamães.net. Ela escreve todas as sextas-feiras aqui no Fala, Mamãe!