Do Começo: Chutinhos e barriga dançante

Posted on Nov 30 2012 - 8:49am by cristina.castillo@pannacottagroup.com

 

Já entediada por causa do repouso resolvi escrever sobre algo que me anima durante a gravidez: quando sinto a Maria Eduarda chutar. É mágico! Vira e mexe estou deitada na cama e começa aquele ballet na minha barriga. Comecei a sentir as mexidas da Duda lá para os 4 meses meio. Antes pareciam uma bolinha de água para um lado e para o outro, agora a coisa é um pouco mais “violenta”. A Duda é  bem agitadinha!

 

Fico olhando toda abobada para a barriga quando ela está com soluço e já xinguei palavrões horrorosos quando senti chutes na costela. Nossa! Nunca pensei que doesse tanto! Meu marido acha engraçadíssimo quando dormimos de conchinha e ele sente nas costas dele os movimentos dela na minha barriga.

 

Já aconteceu  uma vez de eu perguntar para a “barriga” se ela vai ser uma bebê bem educada. Na mesma hora ela me “respondeu” com um chute. Até hoje não sei se é um sim ou um não.  Me divirto horrores quando minha barriga fica torta. Às vezes até dói um pouco. E com os movimentos dela vivo com falta de ar.

 

 

Um dia senti como se ela quisesse separar as laterais da minha barriga. Acho que ela estava meio que se “espreguiçando”. Agora, um traço da personalidade da Maria Eduarda eu acho que eu já conheço. Ela é TOTALMENTE DO CONTRA. É só eu chamar alguém para colocar a mão na minha barriga na hora em que ela está mexendo que ela para na mesma hora, como quem diz:

 

“Está pensando que isso aqui é um show! Custa caro sentir minhas estripulias aqui dentro!” A situação piora quando tem mais de uma amiga no local e uma sente mexer e a outra coloca a mão e ela para. Fica sempre  aquela cara de: “Por que ela mexeu para ela e não mexeu  para mim?”

 

Fato é que no meio de tanto desconforto que a gestação causa – dor nas costas, contrações, repousos intermináveis, inchaços – é só a barriga mexer um pouquinho para a gente se ver com um sorriso de orelha a orelha, falando fino igual a uma idiota, esperando que aquele serzinho ali dentro responda, de alguma maneira, a todo o amor que você  fica tentando passar para ele.

 

E você? Tem alguma história engraçada sobre a sua barriga dançante? Coloquei um vídeo da Duda chutando no youtube. Assista aqui.

 

Branca Andrade é jornalista e está grávida da primeira filha. Como mamãe de primeira viagem, vai escrever regularmente aqui no Do Começo. Acompanhe!