Fala, mamãe: Como é colocar os filhos na escola?

Posted on Dec 14 2012 - 12:48pm by cristina.castillo@pannacottagroup.com

 

Esse foi o primeiro ano do Theo na escola. A adaptação foi bem difícil e hoje até me pergunto se não forcei a barra. Fiquei um mês inteiro na escola, escutando os choros e fingindo que estava tudo bem.

 

É horrível escutar seu filho aos prantos e não fazer nada. Mas eu estava grávida e ia ser muito puxado ficar com os dois em casa. E o Theo já estava com quase dois anos. Enfim, depois de muitas lágrimas, ele conseguiu. Aliás, conseguimos.

 

Por que nós mães também temos que nos adaptar. Hoje em dia ele está um menino lindo, inteligente, social, confiante e seguro. Não sei se é por causa da escola ou se é amadurecimento mesmo. Mas ele evoluiu bastante nesse último ano.

 

A escola é bilíngue, então é muito fofo já escutá-lo falando e cantando em alemão. Ele entende melhor a rotina, as relações e o mundo todo a sua volta. É clichê, mas é verdade. A capacidade de aprendizado de seres tão pequenininhos é enorme.

 

A única coisa chata são as doenças. Esse ano foi: gripe, roteiros (com direito a internação no hospital), estomatite, tosse, virose, gripe, estomatite…. Uma atrás da outra. E vocês já sabem, criança doente não dorme e precisa de atenção e carinho em dobro. Então a gente tem que duplicar nossas funções.

 

Pediatra tradicional, homeopatia, antropomorfia. Nada venceu os vírus e bactérias da criançada da escola. Mas, mesmo assim vale a pena, meu menino esta ficando mais forte depois de tudo isso (espero). Acho melhor eu não desanimar muito, por que gaja é a vez do meu outro filho passar por todo esse ritual do primeiro ano na escola. E lá vem tudo de novo…

 

Dani Feder é uma super mãe de dois meninos e colaboradora do Mamães.net. Ela escreve todas as sextas-feiras aqui no Fala, Mamãe!