Os erros mais comuns das grávidas

Posted on Jan 9 2013 - 1:01pm by cristina.castillo@pannacottagroup.com

 

Agora é para valer: você está mesmo grávida, seu bebê está a caminho! E como toda grávida que se preza, aquela azia já começou a passar e no lugar dela vem aquela fome imensa! Nada mais natural, pensa você, do que comer tudo o que vê pela frente – afinal gravidez é comer por dois e você precisa comer bem para manter a saúde. Bem, você está errada e certa.

 

Não, você não tem que comer a quantidade por duas pessoas, mas sim, você precisa comer bem, e isso significa comer com qualidade.

 

Muita gente passa a maior parte da vida sem dar a menor bola para o que está comendo, e, quando a gravidez chega, segue o mesmo caminho. Mas acontece é que é justamente na gravidez que os cuidados com a alimentação devem redobrar e eles influenciam diretamente na sua saúde e na do seu bebê.

 

Um dos erros mais comuns das grávidas durante a gestação é justamente confundir quantidade com qualidade, duas coisas completamente diferentes e que podem ter consequências bastante sérias para o organismo que está gerando uma nova vida. Não pense, por exemplo, que se você está com desejo de comer uma feijoada carregada é porque o bebê está precisando dela: não, é só a sua gula mesmo.

 

O que o bebê – e você também – precisa é de alimentos saudáveis, naturais, sem conservantes, com o mínimo possível de sal, e sem gordura. O sal faz você inchar ainda mais por causa da retenção de líquido, a gordura entope as artérias prejudicando a circulação sanguínea que você bombeia para o bebê e os conservantes acarretam em uma série de prejuízos para mãe e filho.

 

Os cuidados com a alimentação requerem que você busque alimentos ricos em ácido fólico, que ajudam no desenvolvimento do bebê (como feijão, lentilha, amêndoa, suco de laranja, fígado, vegetais verdes, soja, milho, ovos e leite, entre outros), sucos naturais, alimentos cozidos ou grelhados de preferência sem gordura. Evite enlatados, frituras, refrigerantes, doces (que só a farão aumentar de peso e ainda podem propiciar o aparecimento da diabetes gestacional) e carnes gordas. Procure, antes de mais nada, seguir o seu coração e a orientação médica – não a sua gula!