Quarto do bebê: decoração montessoriana

by Denise Huguet on February 20, 2013

Chegou a hora de pensar no quarto do bebê? Pois essa é uma das coisas mais gostosas da gravidez, arrumar o quartinho do seu filhote. Mas com tantas opções e linhas de decoração, às vezes você pode ficar confusa: afinal, o que deve mesmo ter no quarto do bebê? Devo enchê-lo de brinquedinhos ou mantê-lo mais vazio para favorecer a circulação?

Há cores específicas ou posso seguir o restante da casa? Essas dúvidas são frequentes, mas talvez você não conheça ainda o quarto montessoriano, que visa, mais do que uma decoração bonita, favorecer o desenvolvimento do bebê e a educação das crianças.

Quando Maria Montessori formou-se em Medicina em 1907 não poderia imaginar que estava dando início a mais do que uma era de mulheres médicas (ela foi a primeira a formar-se na área na Itália), mas sim a toda uma metodologia de educação das crianças que romperias as fronteiras da Europa e seria seguida no mundo inteiro.

De acordo com a metodologia, o quarto montessoriano deve ser um ambiente pensado exclusivamente para o desenvolvimento do bebê, onde ele possa se expressar livremente, exercitando a sua criatividade, porém com toda a segurança: tomadas e janelas protegidas, nada de beiradas pontiagudas nem lugares altos de onde possa cair.

Como o desenvolvimento do bebê deve se dar de forma criativa, e ele o faz através do tato, principalmente, o quarto do bebê não deve oferecer obstáculos, mas sim elementos que o ajudem a usar a imaginação, exercitando sua percepção do mundo.

Na prática isso significa montar o quarto do bebê com tapetes fofos, camas baixinhas, brinquedos e objetos próprios para que fiquem ao alcance das mãos. Ele deve estar livre para explorar o seu cantinho e descobrir o mundo ao seu redor, mas sem correr nenhum risco. As cores você escolhe, mas lembre-se de deixar elementos que chamem a atenção do filhote, como adesivos nas paredes e livros próprios para bebê. Assim, sem obstáculos, ele poderá se desenvolver no tempo certo, e sem estresse.

 

Anterior:

Seguinte:

Deixe um comentário